Não temos tempo para REFLETIR e muito menos CRIAR

18/01/2014 00:39

                                      

Quantas vezes damos a desculpa que não conseguimos visitar um amigo, ler um livro, ter um hobbie ou até mesmo quando nossos chefes nos perguntam: Você conseguiu ter alguma ideia para resolvermos aquele problema? 

Para todas as indagações descritas acima sempre temos desculpas seja ela qual for, a fim de que tenhamos argumentos para justificar algo que é provocado pela nossa incompetência de gerenciarmos o nosso tempo. Com o advento da Internet as informações se tornam defasadas num curto espaço de tempo, provocando um excesso de informações que geram distrações a cada minuto.

O psicólogo e PHD americano Daniel Goleman descreve que foi criada uma "Geração sem Foco" com dificuldade de desenvolver a capacidade de concentração. Mas para ele, a atenção é um músculo a ser treinado. E quem consegue chegar lá tem ideias mais criativas. 

Bill Gates quando presidia a Microsoft nos anos 90 passava uma quinzena em sua casa de campo para pensar sem interrupções. Jack Welch, o lendário presinde mundial da GE reservava uma hora por dia para olhar para a janela.

Segundo os estudos de Goleman, existem 03 tipos de de foco: o interno: é a habilidade de se concentrar, apesar do que há ao nosso redor, o externo: é a capacidade de análise do ambiente e o empático: é a competência de prestar atenção em alguém.

Goleman defende que o melhor exercício é criar um período em que as interrupções sejam proibidas. Isso significa não ter reuniões, receber ligações, ver e-mails ou qualquer outra fonte de distração.

Temos que ter um período para refletir e pensar para que os nossos estímulos criativos sejam acionados e ativador por meio deste curto momento de paz interior.

Será que não chegou a hora de olharmos para a janela?

 

 

 

 

Voltar

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!